Como viver livre e sem lei?

  • É o bem que tem necessidade de ser justificado (não é preciso matar para impedir que se mate).
  • Não planejou matar(Deus), encontrou morto em seu tempo.
  • Só Deus moral é refutado.
  • É preciso aceitar o mundo com ele é.
  • Não a fé mas as obras.
  • Toda igreja é uma pedra que se coloca no túmulo do homem-deus; ela tenta evitar sua ressurreição à força.
  • O niilista não é aquele que não crê em nada mas o que crê no que existe.
  • Quem não consegue se manter-se acima da lei precisa, na verdade, encontrar outra lei.
  • Sem Deus, o homem se torna responsável por tudo aquilo que vive.
  • Quando já não se consegue dizer o que é preto e o que é branco, a luz se apaga e a liberdade torna-se uma prisão voluntária.
  • É preciso aceitar o inaceitável e manter-se no insustentável.
  • O mundo é divino porque é fortuito, por isso, só a arte, por ser igualmente fortuita, é capaz de entendê-lo.
  • Se tudo aceitar, pressupõe aceitar o assassinato.
  • Se recusa a aceitar o mundo como ele é.
  • Nietzsche viu que o humanitarismo, efetivamente, nada mais era do que um cristianismo privado de justificação superior, preserva causa final.

Fonte: Homem revoltado – Albert Camus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s